segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Tatuagem


Essa aí de cima é minha. Está incrustada nas minhas costas. Resolvi fazer ali porque não queria me deparar com ela todos os dias. Sempre me disseram que tatuagem que a gente olha muito enjoa. Portanto, comigo não funciona. Pra poder admirá-la tenho que dar um de contorcionista me torcendo todo em frente ao espelho. Às vezes nem lembro que ela está ali a me acompanhar até os vermes fazerem o serviço.

Tatuagem é marca exclusiva. Roupa única. Feita sob medida. Não tem como copiar o modelito. Já viu mais de uma pessoa com a mesma tatuagem? Eu não. Parecidas sim, iguais nunca. Aliás, tatuagem marca. Definitivamente. Serve até pra reconhecimento de corpo. Cruzes! Lembra-se daquela guria da praia? Com a borboletinha no pescoço. Hummm. Como era o nome dela mesmo? Não lembra. Pois é. Mas a tatuagem é inesquecível.

Lembranças marcam também. São os desenhos grifados na memória. Tatuagens cerebrais e cardíacas. Impossível apagar. Seu HD grava e não apaga. Nunca mais. Lembranças boas, não tão boas assim, ruins. Lembranças. O importante com as lembranças é que você as tatue em um lugar difícil de ver, principalmente as ruins. Porque aí você não as verá com frequência. Nem sequer lembrar-se-á delas. De vez em quando se dará conta de uma ou outra, mas cada vez mais raramente. Assim como a tatuagem na pele elas irão se apagando, a não ser que queira retocar o desenho. Sentir a dor da agulhada de novo? Você que sabe.

Melhor fazer novas tatuagens. Quem faz a primeira quer fazer várias outras. Não vale tatuagem em número par. Tem que ser ímpar. Eu estou pensando na segunda, e, putz, já devo começar a me preocupar com a terceira. Aliás, levei um bom tempo pra decidir tatuar. Coisa elaborada, bem pensada, ruminada no pensamento. Afinal, é pra vida inteira. Mais ou menos que nem filho. Pense antes de ter o seu. É pra vida inteira. Outra. Tatuador devia ganhar que nem médico. Já reparou na responsabilidade da criatura? Um errinho, uma traquejada e, pronto, eis um risco fora do lugar. Fazer o que daí? Ou aumenta-se a tatuagem, ou fica com o risco ali. Esses caras que fazem tatuagem são realmente corajosos. Brincar de desenhar com caneta permanente de corpo, não é pra qualquer um. Admiro-os.

Algumas mulheres se metem a utilizar tais canetas. Brincam de desenhar lembranças nas memórias dos homens. Umas forçam tanto a escrita que a lembrança perdura por anos. Pra resolver isso, só com uma nova tatuadora, que refaça o desenho por cima da lembrança antiga tirando definitivamente qualquer resquício do traçado antigo.

A gente faz tatuagem porque gosta. Você escolhe o desenho que mais lhe apraz, que signifique algo pra você. Salvo demônios e desenhos abstratos. Se bem que, sei lá, vai que alguém goste do diabo. Vai lá e tatua. Problema dele. Poucas tatuagens são exibicionistas. Colocaria aí as dos braços e as de corpo inteiro. Tatuagem é uma exteriorização do pensamento e sentimento do seu dono. Escreve-se no corpo o que não se consegue (ou o que não se quer) escrever no papel. A minha tem um significado. Mas diz respeito a mim, se perguntarem falo sem problemas. Ela expressa algo em que acredito. Foi bolada por mim. Agradeço ao tatuador, retratou precisamente o que eu queria. Artista, sem sombra de dúvida. Mistura as tintas e as agulhas e dá vida à expressão na tela do corpo.

Com as lembranças é assim também. Elas são tatuadas por você. Na sua alma. Elas significam algo pra você, expressam idéias, pensamentos, mas, sobretudo sentimentos.
As lembranças não são feitas para serem exibidas e sim guardadas. As boas lembradas, nostalgicamente. As ruins, fechadas no baú da memória, quebrando-se a chave. Durante sua vida vários tatuadores cruzam seu caminho, pintando em você emoções. Alguns não conseguem tatuar, simplesmente vem e vão. Já outros demoram horas desenhando as futuras lembranças. Cabe a você decidir quem pode ou não desenhar lembranças em seu coração.

3 comentários:

Gilda disse...

Ufa!!!!
Puxa que final hein???
É de pensar,quando li o texto estava pensando em elogiar os tatuadores e tambem a sua coragem.
Mas derrepente!!!O ultimo paragrafo,voce é demais amigo!!!!
bjss

Anônimo disse...

Suas palavras já estão sendo tatuadas em meu coração...volto aqui sempre pra tatuar mais.

bjs

Klaudya

Juliana disse...

Diferente da tatuagem que fica impregnada na pele,sempre tatuo em meu coração as boas lembranças,aquelas que me fizeram feliz de alguma forma,as ruins?Bom essas eu nem lembro mais quais foram...
Bjos bb!!